“Se a gente não tiver voto impresso, pode esquecer a eleição”, diz Bolsonaro sobre 2022

Nesta terça-feira (22), em suas férias na cidade de São Francisco do Sul (SC), o presidente Jair Bolsonaro voltou a falar sobre um dos seus maiores desejos: a aprovação da lei que permite o voto impresso.

De acordo com a Folha de São Paulo, o mandatário passou cerca de 25 minutos cumprimentando seus apoiadores, até quando um deles questionou: “Falta muito para chegar 2022, para apertar [o botão da urna] de novo, presidente?”

Logo em seguida, Bolsonaro responde: “Se a gente não tiver voto impresso, pode esquecer a eleição”.

Em sua matéria, a Folha relembrou que, em março deste ano, o presidente havia afirmado que teve fraude eleitoral em 2018 – eleição que ele mesmo venceu – dizendo que foi eleito no primeiro turno. Naquela ocasião, Bolsonaro disse que tinha prova da fraude do sistema, mas até agora nunca apresentou.

Bolsonaro praticamente sente uma possível derrota nas urnas em 2022 e já mostra que futuramente poderá seguir o roteiro de perdedor do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Contém informações da/o O Antagonista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Novavax anuncia testes de fase 3 de vacina contra Covid-19 nos EUA e México

A empresa de biotecnologia americana Novavax anunciou, nesta segunda-feira (28), que fará testes de fase 3 de sua vacina candidata contra a Covid-19, a NVX-CoV2373, nos Estados Unidos e no México. A expectativa é reunir 30 mil voluntários. A Novavax já tem ensaios de terceira fase no Reino Unido.

Os testes de fase 3 servem para determinar a segurança e a eficácia de uma vacina em larga escala. Normalmente, ela é feita com milhares de voluntários. Essa etapa é a última antes que uma vacina seja liberada para a população em geral.

Leia mais no G1

Covid-19 no mundo: 2,8 milhões de pessoas vacinadas

De acordo com dados da plataforma Our World in Data, os Estados Unidos da América, país com mais casos de pessoas com Covid-19, somam um milhão de pessoas vacinadas contra a doença até o momento.

As vacinas da Pfizer-BioNTech e da Moderna estão sendo aplicadas na população e são os dois imunizantes para uso emergencial autorizados pela Food and Drug Administration (FDA), equivalente à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Na quarta-feira (23), conforme registro da organização Our World in Data, 2,8 milhões de pessoas foram vacinadas contra o novo coronavírus em todo o mundo.

Na América do Sul, as primeiras doses da vacina da Pfizer chegaram ao México e ao Chile. A informação é que os dois países iniciarão o plano de vacinação na população ainda nesta quinta-feira (24).

Contém informações da/o O Antagonista.