Informe relata mais 3.258 novas infecções e 69 mortes pela Covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quarta-feira (27) mais 3.258 novos diagnósticos e 69 óbitos pela Covid-19 no Paraná. Os dados acumulados do monitoramento da doença mostram que o Estado soma agora 531.880 casos confirmados e 9.577 mortos em decorrência da doença. Há ajustes ao final do texto.

Os casos divulgados nesta quarta-feira são de janeiro de 2021 (3.117) e dos seguintes meses de 2020: junho (3), julho (6), agosto (3), setembro (4), outubro (5), novembro (17), dezembro (103).

INTERNADOS – O boletim desta quarta-feira informa que 1.379 pacientes com diagnóstico confirmado estão internados. São 1.157 pacientes em leitos SUS (598 em UTI e 559 em leitos enfermaria) e  222  em leitos da rede particular (94 em UTI e  128   em enfermaria).

Há outros 1.317 pacientes internados, 517 em leitos UTI e 800 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão nas redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

ÓBITOS – Os 69 pacientes que faleceram, relatados no boletim, são 23 mulheres e 46 homens, com idades que variam de 29 a 98 anos. Os óbitos ocorreram entre 26 de junho de 2020 a 27 de janeiro de 2021.

Os pacientes que foram a óbito residiam em Curitiba (16), Foz do Iguaçu (3), Guarapuava (3), Maringá (3), Apucarana (2), Imbituva (2), Pato Branco (2) e Ponta Grossa (2).

A Saúde registra, ainda, a morte de uma pessoa em cada um dos municípios de  Almirante Tamandaré, Alto Paraná, Alto Piquiri, Arapongas, Araucária, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Carlópolis, Cascavel, Chopinzinho, Colombo, Congonhinhas, Cruz Machado, Cruzeiro do Oeste, Fazenda Rio Grande, Franscisco Beltrão, Irati, Ivatuba, Lapa, Mandirituba, Medianeira, Moreira Sales, Paiçandu, Palmas, Paranaguá, Paranavaí, Piraquara, Rolândia, Santa Izabel do Oeste, São Carlos do Ivaí, São José dos Pinhais, São Pedro do Paraná, Sarandi, Toledo, Ubiratã e Umuarama.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Saúde registra 4.081 casos de residentes de fora, sendo que 75 pessoas foram a óbito.

AJUSTES
Exclusões:

Total de exclusões: 2 casos residente no Paraná e 2 óbitos residente no Paraná

Um caso e óbito confirmado (M,40) no dia 21 de abril de 2020 em São João do Caiuá foi excluído por erro de notificação.

Um caso e óbito confirmado (M,88) no dia 23 de agosto de 2020 em Paranavaí foi excluído por erro de notificação

Confira o informe completo clicando   AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vacina Covaxin apresenta eficácia de 81%, diz laboratório indiano

A empresa indiana Bharat Biotech, sediada na cidade de Hyderabad, anunciou nesta quarta-feira (3) os resultados clínicos da fase 3 da vacina Covaxin, que demonstraram eficácia interina de 81% contra a covid-19.

Os dados foram coletados após testes em 25.800 participantes que receberam uma dose do imunizante ou placebo. Os estudos foram conduzidos em parceria com o Conselho Indiano de Pesquisa Médica (ICMR) e o Instituto Nacional de Virologia (NIV).

Além da eficácia, a Covaxin demonstrou resposta imunológica (imunogenicidade), que foi significativa também contra as variantes do novo coronavírus. No estudo, 36 dos 43 casos foram registrados em participantes que receberam o placebo, em comparação com sete casos em pessoas que receberam a vacina.

Uma nova análise provisória está planejada quando houver o registro de 87 casos, e a análise final está planejada ao se atingir 130 casos, informou a Bharat Biotech. Todos os dados das análises serão publicados em veículos especializados e submetidos a revisão por pesquisadores independentes, assegurou o laboratório.

A Covaxin é usada no combate à covid-19 por meio da aplicação de duas doses, a partir de vírus inativado. A pesquisa também recebeu o apoio apoio da Fundação Bill & Melinda Gates. A vacina é apresentada em frascos multidoses, e pode ser armazenada em temperaturas que variam de 2ºC a 8ºC, de acordo com a fabricante. O imunizante é um dos dois que foram aprovados para uso emergencial pelo governo indiano.

No Brasil, o Ministério da Saúde já tem contrato assinado para a compra de 20 milhões de doses da Covaxin. O investimento total foi de R$ 1,614 bilhão e, segundo a pasta, as primeiras 8 milhões de doses do imunizante devem começar a chegar em março.

Paraná recebe mais 146,8 mil doses da vacina contra a Covid-19

O Paraná recebeu mais 146,8 mil doses da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo. O novo lote chegou ao estado na manhã desta quarta-feira (3).

Até terça-feira (2), 317.461 pessoas haviam sido imunizadas no Paraná, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Destas, 112.820 receberam duas doses do imunizante.

Com o novo lote, até agora, o Paraná recebeu 853 mil doses de vacinas contra a Covid-19 do Ministério da Saúde. Atualmente, as unidades enviadas são da CoronaVac/Butantan e Oxford/AstraZeneca.

Leia mais no G1